Acessibilidade

Com o objetivo de reduzir os danos causados pelo óleo de cozinha, uma das substâncias mais prejudiciais à rede de gosto, a equipe socioambiental do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) realizou, na tarde desta quarta-feira (11/04), no Residencial Cajual, localizado no bairro Santa Luzia, zona sul de Manaus, mais uma edição da Oficina de Sabão Caseiro, produzido a partir da reutilização do óleo que seria descartado.

A atividade, do Governo do Estado, foi coordenada pela equipe da Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Manaus (SRMM) e Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE).

O biólogo José Rodrigues foi o responsável pela oficina, que contou com a participação de 15 mulheres, moradoras do residencial e do entorno. “Esse trabalho teve início junto com o primeiro residencial entregue pelo Prosamim, o Parque Manaus. A população tinha o costume de despejar o óleo utilizado nos preparos domésticos diretamente no ralo da pia. Com o tempo, esse óleo se solidificava e entupia as caixas de gordura. Era preciso quebrar a tubulação para desentupir, causando transtornos e elevando o custo de manutenção”, explicou Rodrigues.

Renda extra – De acordo com José Rodrigues, o trabalho de educação ambiental também se tornou uma possibilidade de geração de renda. “É uma oportunidade que a oficina proporciona. Os materiais necessários são de baixo custo, a principal matéria-prima é algo que seria jogado fora e o produto final – o sabão – é utilizado em qualquer residência. Também é possível produzir sabonete (líquido e em barra), detergente, biodiesel e outros materiais. Porém, são preparos distintos”, enfatizou o biólogo.

A instrutora Lourdes Macedo, voluntária do Prosamim no curso de Doces e Salgados, participou da oficina. “Hoje estou aqui como aluna, para aproveitar essa oportunidade única, repassar tudo o que eu aprender para outras pessoas”, disse Lourdes.

Campanha – O Prosamim desenvolveu, em 2017, uma campanha para coleta do óleo nas residências e destinação final adequada do produto. Só no ano passado, o programa coletou 244 litros de óleo de cozinha que foram destinados à cooperativa Recicla Manaus e reaproveitados durante as oficinais ambientais de sabão que são realizadas periodicamente com os próprios moradores.

Os moradores recolhem o óleo usado e entregam em recipientes descartáveis nas bases de atendimento, que funcionam em cada parque residencial. Para o êxito da campanha, existem ações educativas permanentes durante as visitas de monitoramento da equipe social do programa e as atividades socioambientais com os moradores.

Nesta quinta-feira (12/04), a oficina será repetida, desta vez no Residencial Liberdade, localizado no bairro Morro da Liberdade, também na zona sul, sob o comando da bióloga Patrícia Soares.

FOTOS: SIDNEY MENDONÇA/ SRMM-UGPE